domingo, 20 de novembro de 2011

De volta, muita coisa aconteceu!

Faz tempo que não atualizo o blog, muita coisa aconteceu nesse período.

Primeiro, sobre a Maratona de Chicago.

A viagem para Chicago foi fantástica, eu e minha esposa aproveitamos muito. Lá estavam também minhas cunhadas Ceca e Casi, com os maridos Giulio e Sérgio, que também iam correr. Nós nos divertimos muito, fomos à feira juntos (comprei um Garmin novo, bacana), e fomos para a corrida animados, junto ainda do Marião, da Race, que também foi para lá aproveitar.
Saí para correr com o objetivo de fechar em 3:50hs. Era um objetivo ousado, mas pelos treinos, e com sorte, achei que dava. Estava um calor grande, mas achei que não ia atrapalhar.
Estava correndo dentro do ritmo, até que passei mal no Km 30 mais ou menos. Um enjôo bem grande, e tontura. Tive que parar na barraca médica, colocaram um pano gelado na minha cabeça, fiquei lá sentado uns 5 minutos, e voltei para a corrida. Na volta, comecei a ter câimbras muito fortes, nas duas pernas, e não dava mais para correr. Parei de novo na barraca médica no km37, por conta do mal estar, e na volta achei um trote bem lento que diminuia a dor das cãimbras, mas não as evitava totalmente. Cheguei mal, muito mal. Fui direto para a barraca médica, colocaram um saco de gelo na minha cabeça, um pano geladíssimo nas costas, e de frente para um ventilador gigante. Eu estava fraco, tonto, com dores incríveis nas pernas por ter "corrido" mais de 1 hora com cãimbras, e com ânsia de vômito. Fiquei lá uns 30 minutos, aí fui encontrar o pessoal.
Minha esposa estaba esperando, e quando viu meu estado começou a rir, depois de eu dizer que estava tudo bem, e rir também. Na realidade, quando comecei a passar mal, desencanei, e até achei graça na situação. No Km38, eu não acreditava que faltavam ainda 4km, cogitei pedir carona numa ambulância e desistir. Aí fiz força para lembrar que 4km não eram nada, e mesmo que demorasse 1 hora, ia pegar a p... da medalha. Foi o que fiz, e no fim achei que valeu a pena.
Vejam as parciais dos meus tempos para ver como a coisa degringolou no Km 30.


Quase botei para fora tudo o que consumi no dia anterior umas 2 vezes no caminho para o hotel. Acho que tomei muito Gatorade no começo da prova, com medo do calor, e isso me fez mal. A sensação ruim foi parecida com a do último Ironman que fiz, preciso me dedicar mais à alimentação antes e, principalmente, durante a prova, já que perco muito peso mesmo em treinos, e isso com certeza refere-se a líquidos. Mas ainda vou acertar.

Depois, fui com minha esposa para Las Vegas. Diversão pura, encontramos outros casais de amigos lá, e foi só turismo.
Voltei para São Paulo, e já tinha outra viagem marcada com uns amigos de longos anos, também para Las Vegas.

Por conta disso, fiquei mais de um mês sem treinar absolutamente nada.

Agora em novembro, voltei a treinar nessa semana. Corri no clube na quinta-feira, 1 hora, tranquilo. E corri hoje, fui até o Parque do Povo e voltei até a Padaria, fiz 10.42km em 59:40min. Engordei 3 kg desde que voltei da maratona, mas acho que perco rápido.

Não sei se vou fazer o Ironman em 2012. Não por desânimo, ou por achar que não dá para treinar. É que eu e minha esposa resolvemos encomendar nosso terceiro filho, em Chicago, e deu certo! :) Como os outros nasceram prematuros, a chance do bebê nascer no final de maio é grande, por isso não sei se tenho coragem de viajar para fazer a prova. Vamos ver, vou treinar com os amigos, acompanhar a gravidez, e lá na frente decido. Mas que estou FELIZ, muito FELIZ, com o aumento da família, isso estou!

Vou voltar a postar os treinos, melhorar o físico, emagrecer, e vamos ver no que vai dar.

3 comentários:

Xampa disse...

parabens pelo filho!!!!
a minha vai nascer em março.
e la vem tudo de novo,hehehehe
bao isos.

Rafael Pina Pereira disse...

Beleza de notícias Carlos ! MAratona é sempre maratona ! Parabéns por completar mais uma !!

Se rolar o Iron bom, senão bom também ;-) !

Abraço

Teddy Jones disse...

Parabéns !!!